Todas as organizações sociais da Frelimo mostram claramente que estão atrás de Nyusi. Temos que denunciar os indisciplinados disse Fernando Faustino

Loading...
As organizações sociais da Frelimo reiteram o seu apoio incondicional à candidatura do Presidente do partido no poder, Filipe Nyusi, para as próximas eleições presidenciais, a ter lugar no próximo dia 15 de Outubro em Moçambique segundo avanca Folha de maputo.

De acordo com o portal, a vontade foi expressa ontem pela Organização da Juventude Moçambicana (OJM), Organização da Mulher Moçambicana (OMM) e a Associação dos Combatentes de Luta de Libertação Nacional (ACLLN) durante a abertura da III Sessão Ordinária do Comité Central da Frelimo, um evento de três dias, em curso na cidade da Matola, capital da província meridional de Maputo.

O secretário-geral da OJM, Mety Gondola, Citado por Folha de Maputo, disse que a recém-terminada V Sessão Ordinária do Comité Central da OJM discutiu uma série de problemas que afligem os membros e que gostariam de ver possíveis soluções, tais como habitação, educação, emprego, consumo excessivo de álcool e outras drogas, bem como o desenvolvimento do país.

O secretário-geral da ACLLN, Fernando Faustino, citado por Folha de Maputo, aproveitou a oportunidade para exortar a necessidade de uma maior disciplina partidária, pois “a ela devemos simplesmente obediência absoluta porque ninguém está acima das normas estatutárias do nosso partido”.


“A unidade, disciplina, coesão e obediência interna constituem palavras de ordem do nosso quotidiano de forma a atingir o almejado objectivo. Por isso, vamos fazer guerra cerrada contra os conspiradores da ideologia política”, disse Faustino. 

“Camaradas do Comité Central; temos que ter a coragem de denunciar os infiltrados, os indisciplinados, os intriguistas, os tribalistas, os confucionistas, os fofoqueiros, os lambe-botas e outros com vista a prevalecer a linha política do nosso partido”, disse.

Publicar um comentário