Número de mortos provocados pelo Kenneth em Moçambique sobe para 38


O novo balanço foi feito pelo governo. As chuvas fortes continuam a assolar o país.

governo moçambicano fez esta segunda-feira um novo balanço das vítimas do ciclone Kenneth, na província de Cabo Delgado, dando conta de que o número de mortos subiu para 38 e que há ainda 39 feridos. 
Segundo a Associated Press, o país continua a ser assolado por fortes chuvadas e inundações. Os esforços para entregar comida e criar abrigos têm sido dificultados pelo mau tempo, que não deverá parar nos próximos dias.
O Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC) refere ainda que quase 35 mil casas foram parcial ou totalmente destruídas e 31.256 hectares de culturas afetados. 
Foram ainda destruídas 193 salas de aulas, afetando 21.717 alunos, 14 unidades de saúde e 330 postes de eletricidade.
Os cerca de 30 centros de acolhimento concentram 20.720 pessoas, tendo sido resgatadas das localidades inundadas cerca de 300.
O ciclone atingiu a zona norte de Moçambique na passada quinta-feira, apenas seis semanas depois do ciclone Idai ter atingido a zona centro do país e deixado um rasto de destruição e mais de 600 mortos.
Há mais de 160 mil pessoas em risco e o governo descreve a situação como muito crítica.

Publicar um comentário