Helena ordenou o desvio de oito viaturas de marca Toyota Hilux do INSS para o Ministério do Trabalho






O Tribunal da Cidade de Maputo confirmou na passada semana a detenção preventiva de Helena Taipo, mas foi libertado sob fiança Lucio Sumbana, cuja empresa, a First Investments, também teria efectuado pagamentos ao ex-ministro.


Alem da prisão preventiva foram também confiscados vários bens pertencentes a ex-ministra do trabalho.
Os advogados de Taipo submeteram um pedido ao tribunal, solicitando que a apreensão de seus bens (edifícios e veículos) fosse declarada nula e sem efeito. 


Alega que um grande número de anomalias técnicas foram cometidas nos documentos que autorizam as apreensões. O tribunal ainda não respondeu.


Helena Taipo é suspeita de ter recebido subornos de 100 milhões de meticais (1,4 milhões de euros) para favorecer empresas de construção civil e do setor gráfico em contratos com a Segurança Social..
Segundo o Savana, nos 10 anos que esteve a frente do Ministério do Trabalho, Helena Taipo foi, muitas vezes, acusada de interferir excessivamente no INSS. Dizia-se por exemplo que Taipo tinha transformado o INSS num saco azul e recorria aos fundos da instituição para financiar as suas viagens e dos seus principais colaboradores. 


Segundo o Savana, em 2008 por exemplo, Taipo gastou cerca de 4,5 milhões de meticais do INSS para financiar despesas do Ministério do Trabalho. o valor em causa foi gasto no pagamento de passagens aéreas, ajudas de custo, despesas de representação, aquisição e manutenção de viaturas. 
Diz "savana" que na altura, Helena ordenou o desvio de oito viaturas de marca Toyota Hilux do INSS para o Ministério do Trabalho.


Situação está complicada: Helena ordenou o desvio de oito viaturas de marca Toyota Hilux do INSS para o Ministério do Trabalho.

Publicar um comentário