40 anos de prisão maior foi a pena mais pesada aplicada aos insurgentes dos Ataques e, Cabo Delgado


Quarenta anos de prisão maior foi a pena mais pesada aplicada aos insurgentes acusados de protagonizar ataques armados em Cabo Delgado. A sentença apresentada hoje na cidade de Pemba condenou à prisão 60 insurgentes e absolveu 113 arguidos por insuficiência de provas.
Quarenta anos de prisão maior foi a pena mais pesada aplicada aos insurgentes acusados de protagonizar ataques armados em Cabo Delgado. A sentença apresentada hoje na cidade de Pemba condenou à prisão 60 insurgentes e absolveu 113 arguidos por insuficiência de provas. 

Os arguidos do processo 32/2018, relacionado com os ataques armados em Cabo Delgado, chegaram ao ginásio do complexo desportivo de Pemba, transportados em duas viaturas sob fortes medidas de segurança. 

O juiz do caso, Geraldo Patrício, começou a ler a sentença as 10 horas e 30 minutos, e não deu espaço para intervalo, até as 13 horas, quando anunciou a decisão final do Tribunal Judicial da Província de Cabo Delgado.

O Ministério Público não se pronunciou sobre a decisão do Tribunal, mas a defesa considerou justa as penas aplicadas, no entanto, ainda não há certeza se vai se ou não remeter um recurso. 

O primeiro julgamento do caso dos ataques armados em Cabo Delgado, começou em Outubro de 2018, e estavam arrolados 189 arguidos entre homens e mulheres, acusados pelos crimes de homicídio qualificado, armas proibidas, contra organização do Estado, Associação para delinquir, instigação a desobediência colectiva.

Publicar um comentário